Lins Imperial

Grupo: Grupo C
Fundação: 07 03 1963
Cores: Verde e Rosa
Presidente: Cristiano Costa (Amendoim do Samba)
Vice presidente: José Silva (Silvão)
Carnavalesco: Lane Santana e Alex de Oliveira
Interprete: Lequinho
Mestre de bateria: Mestre Marcio e Mestre Marrom
Diretor de carnaval: Rico
Diretor de harmonia: Maquias Valadares
Mestre sala: Cristiano Lopes
Porta bandeira: Manoela Barbosa
Endereco: Rua Lins de Vasconcelos, 623 - Lins de Vasconcelos
História
A Lins Imperial nasceu da fusão das Escolas de Samba "Filhos do Deserto",fundada em 1933 , e "Flôr de Lins" , fundada em 1946 , ambas existentes na Cachoeira , bairro do Lins de Vasconcelos.
As cores das duas Escolas eram verde e rosa , por isso persistiram.
São seus fundadores: Agnelo Campos (na época Presidente da Flôr de Lins), Daniel Fernandes (na época Presidente da Filhos do Deserto) , Darcy Knuth Machado (Caxambu) , Durval Olimpio da Silva , Helvécio Antonio de Lima , Jones da Silva (Zinco) , José da Silva (Jaguarão), João de Oliveira Silva ,Georgina Amo-rim,Atherio Salustiano da Silva, Altair Augusto Marques, Alberto Alves dos Santos Filho,Antonio Dias de Castro Filho,Arlindo Pe-reira,Ascanio da Silva,Antonio Carlos Esteineker Francisco, Car-los Tavares,Fidelis dos Santos,Flaviano Pinheiro daSilva,Home-ro Fonseca Requenha, José Luis dos Santos, Francisco Xavier, Maurício Simeão daSilva,Octacílio Acácio dos Santos,Paulo Are-al, Sebastião Correia neto,Sebastião Alves do Nascimento, Wal-dair da Silva, Juvenil Gomes da Silva, Nilton Barbosa.
Deve-se a Marinho Lelis , integrante da "Filhos do Deserto", a introdução do reco-reco na bateria.
Dentre os grandes colaboradores da Escola, lembramos o nome do Carnavalesco,Carlos Manoel de Carvalho, já falecido.
------------------------------------------------------------------
Em 1975 a Lins Imperial conquista o título de Campeã do Grupo 2 com o enredo "Dona Flor e seus Dois Maridos" adquirindo o direito de subir ao Grupo Principal (Especial de hoje).
------------------------------------------------------------------
Em 1976 a Lins Imperial desfilando entre as grandes Escolas do Rio de Janeiro não se fez feliz e com o enredo "Folia de Reis" retorna ao Grupo de Acesso.
------------------------------------------------------------------
Voltaria ao Grupo Principal (Especial hoje) somente em 1990 quando desfilou em homenagem a Madame Satã. A Escola permanceu no Grupo Especial.
------------------------------------------------------------------
Em 1991, no Grupo Especial, apresenta um belo enredo "Chico Mendes, o Arauto da Natureza". Apesar do bom desfile a Escola não conseguiu permanecer entre as grandes.
------------------------------------------------------------------
Depois da queda em 1991, a Lins Imperial não voltou mais ao Grupo Especial e entrou numa grande crise financeira sempre colocando o Carnaval com grandes dificuldades.
Em 1997 consegue o título de Campeã do Grupo B !
O enredo apresentado na avenida foi "Tudo isso é Brasil".
------------------------------------------------------------------
Em 1998 a Escola não se apresenta bem e com um enredo em homenagem a Búzios retorna ao Grupo de Acesso B.
------------------------------------------------------------------
No Carnaval de 2001 a Escola apresenta enredo em homenagem a Clara Nunes, "O Canto da Guerreira" de Jorge Caribé.
Apesar de bonita não consegue subir e fica com a quinta colocação no Grupo B.
------------------------------------------------------------------
Em 2002 a Lins Imperial veio com o enredo "Os Cucumbins, a Trajetória do Samba", do Carnavalesco Jorge Caribé.
A Escola mostrou a trajetória do samba nos últimos 100 anos e ficou na 7a. colocação no Grupo B.
------------------------------------------------------------------
Em 2003 a Lins Imperial conqusita o título de Campeã do Grupo de Acesso B, com um emocionante enredo em homenagem a Aroldo Melodia, "Segura a Marimba. Aroldo Melodia vem aí", do Carnavalesco Jorge Caribé . A Escola sobe para o Grupo A, que dá acesso ao Grupo Especial no Carnaval do Rio de Janeiro.
------------------------------------------------------------------
Em 2004 no Grupo A, a Lins Imperial com uma homenagem a sua madrinha Mangueira e seus 75 anos, no seu enredo: "75 anos de Mangueira. É Bom se Segurar que a Poeira vai Subir!", desce para o Grupo B.
------------------------------------------------------------------
Em 2005 a Escola obtém o quarto lugar no Grupo B com grande desfile e seu premiado enredo que contagiou a Marquês de Sapucaí: "O Bêbado e a Equilibrista. O Show Tem que Continuar...".
------------------------------------------------------------------
No desfile de 2006 a Lins Imperial apresentou o belíssimo enredo "Arraial do Pavulagem" do Carnavalesco Eduardo Gonçalves e obteve a 7a. colocação no Grupo B.
------------------------------------------------------------------
Em 2007 a Lins Imperial é Campeã do Grupo de Acesso B e sobe para o Grupo A.
Foi um lindo desfile com a reedição do enredo de 1991: "Chico Mendes. O Arauto da Natureza".
O enredo foi reescrito pelo Carnavalesco Eduardo Gonçalves e se mostrou atualizadíssimo, levantando a Marquês de Sapucaí na terça-feira de Carnaval.
------------------------------------------------------------------
Em 2008, com o enredo "Apresento-lhes com Louvor, Meu Pai Querido, Dom João VI", a Lins Imperial, desfilando no Grupo A, obteve a 10a. colocação e desce novamente, desfilando no Grupo B em 2009.
Faltavam 7 minutos para o término do desfile na Sapucaí, no sábado de Carnaval, e a quarta alegoria da Escola perdeu a direção e se prendeu na grade das frisas...A Escola foi penalizada com menos 2,5 por ter excedido em 5 minutos o tempo do desfile...Por 1 minuto a menos a Lins Imperial não teria caído!!!
------------------------------------------------------------------
Em 2009 no Grupo Rio de Janeiro 1 (ex-B), após a queda traumática no ano anterior, a Lins Imperial apresentou o enredo: "Lapa: Estrela da Vida Inteira" e obteve a 9a.colocação.
O esforço dos componentes que continuaram na Escola, "segurando a barra", foi de um valor extraordinário...
------------------------------------------------------------------
No Carnaval de 2010 a Agremiação apresentou Enredo reedita-do do ano 1976,"Folia de Reis", e sua colocação final foi o oita-vo lugar.
Com as conhecidas dificuldades, a Escola fez bom desfile mas não agradou a alguns jurados que tiraram, por exemplo, 0.8 do quesito Enredo e outros 0.6 em Fantasias e Alegorias......... Esses quesitos determinaram a colocação do oitavo lugar.
Caso esses quesitos levassem as notas máximas(10), a Escola teria conseguido a terceira colocação ao final da apuração...
Ano do enredo: 2014
Título do enredo: Tenha Fé
 
Ano do enredo: 2011
Título do enredo: “Um lugar chamado favela”
Descrição do enredo:

Carnavalescos: Alex de Oliveira e Lane Santana

A Lins Imperial não é só uma Escola de Samba onde só se batuca o batuqueiro, é também uma escola de valores, uma agremiação que enriquece não só o carnaval carioca, como também foca, os mais importantes fatos da vida e enaltece cada vez mais a nossa cultura, com temas de grande valia para a sociedade.

“Um lugar chamado FAVELA” uma real utopia, um sonho ainda muito distante, mais nem tanto assim, com algumas iniciativas dos governos, estadual, federal e municipal, podemos imaginar um novo universo para nossa gente e cultura, para que nossos filhos possam se orgulhar de sua origem, e de continuidade a luta e a versatilidade de um país, dentro de um país.

És tu FAVELA, o céu da terra aonde essa gente mora, por isso venho embalar a saga deste santuário criado pela sociedade do Rio de Janeiro, carioca de fato, com nome proveniente de uma planta, oriunda da caatinga do nordeste brasileiro.

FAVELA de um povo com espírito nobre batizado de raça, FAVELA que reside em um lugar especial em meu coração, FAVELA, quem te viu quem te ver, radiante em cada amanhecer, singular em poesias, cantadas em prosas, contida em eternos versos, FAVELA fosca não tem mais cor, cintila em mil cores, não ergue somente uma bandeira, ergue a massa, vem comigo FAVELA, coroar o céu de estrelas no maior espetáculo a céu aberto do planeta, o carnaval carioca, inebria o olhar, e finca no seio de seus seguidores, teu ventre cheio de amor, fala pra mim, diga para nós querido lugar, que deu coragem a sua gente para germinar sua própria cultura, mostra-me rico habitar, que nasceu e cresceu.
Viveu e lutou, somos o sumo da tua glória, herança de um cenário que falará por si só, decantar teu exemplo de superação, teu sangue percorre nas veias dos becos e vielas, vossa coragem, força, garra, decência e hombridade, foi perseguida, eu sei, oprimida pelo açoite da sociedade, sofreu preconceitos, foi resistindo, resistente, resistiu, eras do tempo em que no morro, malandro não descia, mais a polícia no morro também não subia, “JÁ DIZIA O SAMBA” que timidamente foi descendo com sua dolência rítmica, FAVELADO, marginalizado, escravizado, surgem rumores, lá vem o samba!

Alguém gritou, julgaram o samba de origem nobre, por espalhar alegria na cidade, tentaram calar a voz da FAVELA, muitos se foram mais a melodia ainda se houve cantar, cada vez mais forte mais entoada e unida.

Nome: FAVELA, RG: 2011, Estado civil: em massa, Nacionalidade: brasileira, Trazer para a Avenida Marques de Sapucaí, a humildade dessa gente, que não se deixou cair em desalinho, valorizou seus frutos, e eternizou suas raízes, e é marco no mundo inteiro, conhecida pela sua falange cultural, seu som, sua batucada, seu samba, seu funk e sua C.R.I.A.T.I.V.I.D.A.D.E exportou o sonho de sua gente, e atraiu para dentro de si, países e astros do mundo inteiro, virou cenário e cartão postal do Brasil.

FAVELA, só quem te conhece por dentro pode te entender, há tempos não é só mais um Silva, são vários gritos que despertam de lá, foram criados vários nomes para substituir teu nome chulo de pouca importância, mais sua essência é única, és FAVELADO sim, de tão grande e imensa satisfação que mais parece um país dentro de um país, fervurando orgulho, com o sonho de andar tranquilamente, A Escola de Samba Lins Imperial vem cumprir com lealdade e dedicação, “Um lugar chamado FAVELA” que faz do seu exemplo, a nossa história.
 
Favela ventre cultural, berço da cultura no Brasil

Autor do enredo e texto: Cristiano Costa 
Logo do enredo: Igor Leal

Ano: 2014
Título do samba enredo: Tenha Fé
Compositores do samba enredo: Tuil Pontes, Carlos Júnior, Dudu Mendes, Rafael Carvalho e André Melodia
Letra:

 

Vá e siga em frente
Não deixe que o mal quebre a corrente
O importante é a sua fé, não importa o que vier
Sacode... Dá a volta por cima
O índio saudando a lua
Evoca os Deuses com seus rituais
Até os Portugueses, com a fé de encontrar
A terra à vista... Oriunda de além-mar
A força dessa fé, vem dos antigos ancestrais
A fé que salva, me faz sonhar

A roleta vai girar, pode apostar
No jogo, na vida, entre o bem e o mal
A minha aposta... É na Lins Imperial

A fé... Remove montanha
Faz surgir coisa estranha
Diz o ditado... Quem avisa amigo é
Fé na peleja, na religião
Fé na criança, o futuro da nação
Fé na tábua, quem tem fé vai ao longe
Voa águia altaneira, vai erguer sua bandeira,
Conquistar seu ideal
Nossa Senhora sua estrela me ilumina
Seja sempre o meu guia
Pro meu sonho ser real

Olha só quem vem lá... Ela
Forte viril, me encantou
Chegou a minha “Lins Imperial”
Com muito amor
A esperança não acabou

 
Ano: 2011
Título do samba enredo: “Um lugar chamado favela”
Notícias
 
Mais resultados para busca por: Lins Imperial
0
SOSAMBA.COM.BR | COPYRIGHT © 2010 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS