Canários das Laranjeiras

Fundação: 06 09 1949
Cores: Amarelo e Branco
Presidente: Antonio Gnçalves (Pico)
Interprete: Arilson e Paulinho Simpatia
Mestre de bateria: Mestre Godô e Belizaro
Diretor de carnaval: Paulo Silva
Diretor de barracão: Paulo Gomes
Mestre sala: Carlinhos
Porta bandeira: Noraine
Endereco: Rua Paulo, 62
Telefone: 021(xx) 2589-2958
História

Criado em 06 de setembro de 1949 como Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco Canários das Laranjeiras, nas cores amarela e branca, teve um passado muito grande de sucesso como bloco de enredo, empolgação, ou de embalo como todos os blocos que se apresentavam eram conhecidos antigamente, filiado a Associação dos Blocos do Estado do Rio de Janeiro.

Em 1989 passa a se chamar Clube Carnavalesco Escola de Samba Canários das Laranjeiras, filiando-se a Associação das Escolas de Samba do Estado do Rio de Janeiro, onde já desfilou ate no Grupo A.

Ano do enredo: 2012
Título do enredo: “Sou da Terra, sou do reino, sou Canários de Laranjeiras!”
Descrição do enredo:

O ENREDO:

Desde o Século XVII, com a construção de chácaras no vale ao redor do Rio Carioca, a região conhecida como “Vale do Carioca” passou a chamar-se “Bairro de Laranjeiras” devido ao grande número de Pés de Laranjas encontrados na região. Hoje as laranjeiras dão lugar às austeras e suntuosas palmeiras imperiais da Rua Paissandu, plantadas a pedido da Princesa Isabel que residia no Palácio da Guanabara. As palmeiras existem até o dia de hoje para contar a história do Bairro que dá nome ao CCES Canários de Laranjeiras.

Foi na “Bica da Rainha” que Carlota Joaquina usufruiu das águas ferruginosas que curavam seus maus ares. Em seu séquito, era constante a presença da Rainha Mãe Dona Maria – a Louca e suas mucamas. Por isso criou-se a expresso “Maria Vai com as Outras!”

Antes habitada por índios Tamoyos, o bairro foi passando por transformações e foi construído com a força do trabalho escravo.

É bom pegar o “bonde” da saudade e cortar o Bairro para contar a sua história de tradições políticas, culturais e carnavalescas.

Foi em torno do antigo bar “Lamas” que surgiram as tradicionais rodas de samba e criaram-se grandes torcidas de Futebol, como a do Campeão Tricolor das Laranjeiras “Fluminense”. As manifestações políticas também passaram por aqui desde a época do Império. Laranjeiras concentra o centro político do Rio de Janeiro com as sedes do Governo Estadual, do Governo Municipal e a proximidade do Palácio do Catete que era sede do Governo Federal e residência de Getúlio Vargas.

Seu casario antigo remonta as construções européias eternizadas pelo “Largo do Boticário” e antigos Palácios Imperiais.

Seu condutor conduziu o bonde através da Memória do Samba com o “Canários das Laranjeiras” enaltecendo a sua importância num bairro tão tradicional.

Veio o bonde elétrico e a construção de obras suntuosas que deram cada vez mais importância ao bairro.

Laranjeiras foi residência de nobres, escritores, compositores e sambistas como o maestro Heitor Villa Lobos, Machado de Assis, Cecília Meirelles, Portinari, Oscar Niemayer, Roberto Marinho e a Família Guinle.

Não importava o tema, mas para ser discussão de verdade, de repercussão e alcance intelectual e político da vida da cidade e do País, tudo era discutido nas saudosas mesas de mármore do bar Lamas, freqüentadas por gente de todas as classes e credos.

Veio o Metrô e o progresso se encarregou de redesenhar a história do bairro e da cidade.
G.R.E.S. CANÁRIOS DAS LARANJEIRAS

E nessa história, o “Canários das Laranjeiras” se encarregou de deixar seu traço de poesia, cultura, samba e tradição.

Por isso gritamos aos quatro cantos do planeta que somos Canarianos, somos Tricolores e somos de Laranjeiras.

Dona Carlota vem ai para mostrar meu Carnaval. Eu vou na Bica da Rainha e “Maria vai com as Outras” deixando a cidade louca.

Canários de Laranjeiras – Nós somos o samba!
Agnaldo Corrêa
Carnavalesco

Ano: 2012
Título do samba enredo: “Sou da Terra, sou do reino, sou Canários de Laranjeiras!”
Compositores do samba enredo: Fernando de Lima, Fabiano, Arilson Zona Sul, Valtinho da Ladeira, Edson Roberto, Di Pereira e Vilani Silva.
Letra:


Vem descobrir
62 anos de história
Charmoso bairro imperial
É laranjeiras, tema do meu carnaval
Que saudades dá
Dos tamanquinhos... Felicidade
Beleza de lugar
Esporte e tradição
Canariano no sangue e no meu coração

Quem por lá passou?
Princesa Isabel, a Maria louca, Machado de Assis
Cecília Meireles e mil outros mais
São figuras imortais

Carioca, vale que virou poema
Em bairro se transformou
Parque Guinle, governo municipal
A bica da rainha tradicional
Carona pego no bonde
Eu vou pra onde teu sol brilhar
Meu sonho me leva
Não quero acordar
Quando o Canários for cantar

Eu sou o samba
De amarelo e branco ergo minha bandeira
Quem tem histórias, tantas glórias?
Canários das laranjeiras

Notícias
 
Mais resultados para busca por: Canários das Laranjeiras
0
SOSAMBA.COM.BR | COPYRIGHT © 2010 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS