Alegria da Zona Sul

Grupo: Acesso A
Fundação: 28 06 1992
Cores: Vermelho, Branco e Ouro
Presidente: Marcus Vinícius C. de Almeida
Vice presidente: Sabrina Garcia
Carnavalesco: Marco Antonio
Interprete: Igor Vianna
Mestre de bateria: Mestres Claudinho
Diretor de carnaval: Julião Gresa
Diretor de harmonia: Comissão de Harmonia
Mestre sala: Wanderson Orelha
Porta bandeira: Bárbara Falcão
Rainha de bateria: Veronice de Abreu
Endereco: Estrada do Cantagalo 176 - Copacabana
Telefone: 21 2233-2611
História


O Alegria da Zona Sul é resultado da fusão dos blocos - Unidos do Cantagalo e Alegria de Copacabana - e sua comunidade vem dos Morros do Cantagalo e do Pavão-Pavãozinho. O Unidos do Cantagalo e o Alegria de Copacabana eram blocos vendedores, ganharam disputas de bloco nos anos 80.

O Unidos do Cantagalo era uma mistura da antiga escola de samba Recreio de Copacabana com vários outros blocos, entre eles, os Afilhados de Ipanema e o Império de Ipanema. O bloco foi batizado pela Portela em 1974.

Já o Alegria de Copacabana representava os Morros do Pavão e Pavãozinho, e surgiu da fusão dos blocos Independentes do Pavãozinho e Império do Pavão.

Como todos os compositores se conheciam do samba e do futebol, resolveram acabar com a competição, unir os blocos e criar uma Escola de Samba. Assim, nasceu a Alegria da Zona Sul, que representa, acima de tudo, a união das três comunidades (Cantagalo, Pavão e Pavãozinho). As cores oficiais da escola são o verde, azul e branco até 2004, quando resolve alterar suas cores para vermelho e branco.

Falar em samba de raiz é, de fato, lembrar daqueles cuja história se confunde com a própria história do samba: o pessoal da velha guarda. As comunidades do Cantagalo, Pavão e Pavãozinho, para quem não sabe, também são redutos desse samba de resistência. No passado, seus compositores foram campeões em diversos concursos de blocos e hoje estão todos reunidos na ala dos compositores da escola de samba Alegria da Zona Sul, que vinha se mantendo no Grupo de Acesso A até 2006. Em 2004, terminou em sexto. A escola melhorou sua colocação no ano seguinte, obtendo a quinta posição. Porém, em 2006, nada deu certo para o Alegria e, com o último lugar, foi rebaixada para o Grupo B. A redenção veio no carnaval 2010, quando um desfile rico plasticamente deu à escola o título do Terceiro Grupo e o acesso ao Grupo A em 2011.

A força da agremiação estava no patrono, falecido em 2004 vítima de atentado: Waldomiro Paes Garcia, o Maninho, que dividia suas atenções entre o Salgueiro e a Alegria. A afinidade com o Salgueiro é tanta que, durante alguns anos, as alegorias da Alegria da Zona Sul foram feitas no barracão da vermelho-e-branco, no Santo Cristo.

Ano do enredo: 2013
Título do enredo: Quem não chora, não mama...
Ano: 2013
Título do samba enredo: Quem não chora, não mama...
Compositores do samba enredo: Pixulé, Dan3m, Galinho de Quintino, Cathola e Amarauzinho
Letra:


Feliz da vida, nessa folia eu vou!
Viajar, com essa história multicor
Um olhar apaixonado
De um vestido nasce a minha inspiração
Vem pro Bola meu bem!
Hoje não tem pra ninguém...
Vista a sua fantasia é dia de alto astral!
Sou resistência, patrimônio cultural

Alah-lá-ô, mas que calor
No meu cordão eu vou brincar
Se a canoa não virar...
Eu chego lá, eu chego lá

Cidade maravilhosa da boêmia das tradições!
Reis e rainhas espalham alegria
Nas ruas belas decorações
Segura a chupeta não quero chorar
Mas quem não chora não mama ...
Do céu chuva de confete e serpentina
Na Cinelândia se anuncia um desfile triunfal!
Eu sou o Bola Preta eterno folião do carnaval!

É dia de festa, eu vou me acabar
Cantar um rio de amor ...
É preto e branco a minha alegria
Hoje eu tô, que tô!

Notícias
 
Mais resultados para busca por: Alegria da Zona Sul
0
SOSAMBA.COM.BR | COPYRIGHT © 2010 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS