Tradição Albertinense

Grupo: Grupo 1
Fundação: 30 03 2002
Cores: Azul, Branco, Amarelo e Verde
Presidente: Creusa Maria R. Camargo
Carnavalesco: Danilo Dantas
Interprete: Léo Do Cavaco
Mestre de bateria: Mestre Tuttu
Diretor de carnaval: Romulo Camargo
Mestre sala: Diego Motta
Porta bandeira: Erica Para Assu
Rainha de bateria: Deyse
Endereco: Rua Cdor. ArmandoPereira, 605 - Vila Albertina
Telefone: (11)6203-1169
História

O Grêmio Recreativo, Cultural, Artístico e Beneficente Escola de Samba Tradição Albertinese nasceu do desejo de seis sambistas do bairro de Vila Albertina (Henrique, Fernando, Bira, Tia Nice, Jacira  Pelé e Rinaldo) que descontentes com os rumos e com o tratamento dispensados ao samba e ao  Carnaval em seu bairro, decidiram empreender em prol da comunidade albertinense através de um trabalho mais organizado e consistente, mais próximo dos talentos do bairro, até então renegados e explorados. Era desejo da diretoria recém-empossada fazer do local de ensaios (uma rua sem saída do bairro), um pólo de atividades comunitárias, com diversas atividades, inclusive fora do período de Carnaval. A cada ano cresce o número de componentes e simpatizantes da Tradição (300 em 2003 - 600 em 2005), fato que reforça o lema da entidade "COMPROMISSO COM A COMUNIDADE, COMPROMISSO COM A CULTURA DO SAMBA".

     O brasão da Tradição exalta a Serra da Cantareira, suas fontes naturais e os macacos que ali habitam, sendo que estes tem o habito de visitar as casa da encosta em busca de alimentos.

Ano do enredo: 2014
Título do enredo: A volta do boêmio!
 
Ano do enredo: 2010
Título do enredo: A Fantástica Odisséia em Busca da Felicidade... Delírios, Histórias e Imaginação... Tudo Vira Samba no Sonho da Tradição
Ano: 2014
Título do samba enredo: A volta do boêmio!
Compositores do samba enredo: Léo do Cavaco, Diego Nascimento, Renne Campos, Paulo Senna
Letra:


Pai amado, abençoado
Me deste o dom da canção
Malandro encantado
Cantando a paixão
Sob o céu azul
Passei o chapéu em troca da arte
Metralha, o show continua fazendo sonhar
Ecoam notas musicais
Traz uma gelada garçom pra comemorar
Na era de ouro meu soma tocar
Tão bela voz que faz emocionar
Nelson Gonçalves, pra sempre irei lembrar

Sucesso, chegou pra ficar
Interpretando lindas melodias
Silêncio o show já vai começar
Eu vou cantando até raiar o dia

Mas na vida
Nem tudo são flores
Encontrei dissabores
Mas a força do amor me fez vencer
Superação, ao som do cavaquinho e violão
Encantei os corações
E fui chamado de rei
Hoje nessa avenida
A minha história virou carnaval
Virei orgulho brasileiro
Música para o mundo inteiro

Boêmia eu voltei, agora
Vem no toque da viola, vem ser feliz
Sou tradição, sou comunidade
Hoje o meu samba vai deixar saudade

 
Ano: 2010
Título do samba enredo: A Fantástica Odisséia em Busca da Felicidade... Delírios, Histórias e Imaginação... Tudo Vira Samba no Sonho da Tradição
Compositores do samba enredo: Ezekiel Muvuca, Dino do Kvaquinho, Carlos Eduardo e Ronaldo Brás
Letra:

Nessa odisséia de aventura, desbravei
Um universo onde os magos guardiões
Abriram o portal das emoções
Ao cruzar num toque de magia me encantei
No país das maravilhas enfrentei
As cartas de uma rainha furiosa e prisioneira
De coração aberto e corajoso, venci barreiras
Armadilhas de terror, abismo, fogo ardente
Em todo sonho é possível
Ter um mundo diferente

 

E num bailar do coração
Um grande amor, uma paixão
A sinfonia tem o dom, é magistral
Romance, pura paz, é divinal

Mergulhei
Nas profundezas do oceano e encontrei
Riquezas guardadas no fundo mar
Uma terra onde piratas querem nos saquear
Eis que surge uma eterna criança
Com sua mente sonhadora
Pra nos levar a um lugar de lindo matiz
Onde a fantasia e a magia é viver feliz
E desse sonho desperto, é real
A alegria do meu carnaval

Delírio e fascinação
Na busca incessante da felicidade
Vem sonhar com a tradição
Nesse lindo samba da imaginação

SOSAMBA.COM.BR | COPYRIGHT © 2010 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS