Caprichosos de Pilares

Grupo: Acesso B
Fundação: 19 02 1949
Cores: Azul e Branco
Presidente: Paulo Cardoso de Almeida
Vice presidente: Paulinho de Almeida
Carnavalesco: Comissão de Carnaval
Interprete: Thiago Brito
Mestre de bateria: Mestre Alexandre e Mestre Zumbí
Diretor de carnaval: Comissão de Carnava
Diretor de harmonia: Luiz Molot
Diretor de barracão: Comissão de Carnaval
Mestre sala: Peixinho
Porta bandeira: Andréya
Rainha de bateria: Mel Brito
Endereco: Av. Rodrigues Alves, 733 - Santo Cristo - RJ
Telefone: (21) 2269-9347
História

Insatisfeitos com o desfile de uma antiga agremiação de Pilares, a Unidos de Terra Nova, um grupo de sambistas da região decidiu fundar uma escola de samba que se destacasse pelo capricho, sendo criada então o Gremio Recreativo Escola de Samba Caprichosos de Pilares.

Seus fundadores foram Walter Machado, Ferminiano Romão da Silva, Oscar Pedro de Alcântara, Amarildo Cristiano, João Cândido e Sebastião Benjamim. Desde sua fundação, em 1949, a Caprichosos de Pilares já conquistou três títulos de campeão do carnaval em grupos de acessos, respectivamente nos anos de 1960, 1971 e 1982. No Grupo Especial, a Caprichosos ainda está na fila em busca do seu merecido reconhecimento.

O primeiro triunfo da agremiação azul e branca de Pilares aconteceu 11 anos após sua fundação, em 1960, com o enredo "Invasão Holandesa na Bahia".

As duas cobrinhas que compõem o brasão da escola são folclóricas. Ninguém sabe ao certo o porquê delas, mas alguns dizem que seria uma homenagem dos fundadores da Caprichosos à Força Expedicionária Brasileira (FEB), que atuou no ataque dos aliados ao Monte Castelo, na Itália, durante a Segunda Guerra Mundial. Em outra teoria, a cobra representaria um animal à altura para competir com a águia portelense, o leão da Estácio de Sá e a coroa do Império Serrano.

Em 1982, o carnavalesco Luiz Fernando Reis faz um inesquecível carnaval no grupo 1-B com um enredo sobre a feira (Moça Bonita Não Paga) e leva a escola para o grupo principal, onde vai desenvolver enredos plenos de críticas políticas, então finalmente conquistando o status de grande escola de samba.

Durante o desfile da escola no ano seguinte, já no grupo principal, ocorreu uma queda de luz, o que causou o não-julgamento da escola, que mostraria o enredo "Um Cardápio à Brasileira". Em 1984, a Caprichosos apresentou o enredo "A visita da corte da nobreza do riso a Chico Rei, num palco nem sempre iluminado", uma homenagem a Chico Anysio de autoria de Luiz Fernando Reis, e conquistou o terceiro lugar de domingo, participando assim do supercampeonato da inauguração da Passarela do Samba.

A Marquês de Sapucaí delirou ao som do inesquecível refrão: "Tem bumbum de fora pra chuchu/qualquer dia é todo mundo nu", durante o desfile da Caprichosos de Pilares de 1985, que mostrava o enredo "E por falar em saudade", também de Luiz Fernando Reis. É o carnaval mais lembrado da escola. O enredo pedia, com irreverência acima do comum e forte conteúdo político, eleições diretas para presidente e o fim da inflação. Apesar do lindo carnaval e do forte apelo popular do samba, a escola chegou apenas ao quinto lugar no carnaval daquele ano, mas ganhou o Estandarte de Ouro de melhor escola e o reconhecimento no ano seguinte estampando a capa do disco das escolas de samba.

O primeiro rebaixamento desde o ingresso ao Especial foi amargado em 1996, com o enredo "Samba Sabor Chocolate", patrocinado pela empresa de chocolate. No ano seguinte, a agremiação conquistou o vice-campeonato no Grupo de Acesso, com o tema "Do Tambor ao Computador", obtendo o direito de retornar à elite do carnaval carioca no ano seguinte, quando escolheu o enredo "Negra Origem, Negro Pelé, Negra Bené", uma homenagem à raça negra e todas as suas contribuições à formação da nação brasileira.

A Agremiação, vinha lutando no Grupo Especial, enfileirando desfiles memoravéis como "Goiás, um sonho de amor no coração do Brasil " e "Xuxa e seu reino encantado no carnaval da imaginação" até 2006, quando se repetiu uma grande coincidência de dez anos atrás: novamente a fábrica de chocolates entrou em cena para patrocinar o enredo sobre o Estado do Espírito Santo. Mas ficou provado que este casamento realmente não dá certo: a Caprichosos de Pilares tirou a penúltima colocação e, com o novo regulamento prevendo o enxugamento do número de escolas no Grupo Especial, acabou caindo para o Grupo A. As colocações obtidas nos últimos três carnavais foram insuficientes para a escola voltar a desfilar entre as grandes.

Em 2009, a Caprichosos ficou na 10ª posição do Grupo A. Devido a Crise Mundial, que afetou vários setores em todo mundo, atingindo assim o Carnaval carioca e a Caprichosos de Pilares tornando difícil obter um excelente carnaval neste ano.

Ano do enredo: 2013
Título do enredo: Fanatismo... Enigma da Mente Humana
 
Ano do enredo: 2010
Título do enredo: E por falar em saudade...
Ano: 2013
Título do samba enredo: Fanatismo... Enigma da Mente Humana
Compositores do samba enredo: Jorge do Batuke, Frank, Josemar Manfredini, Fernando Bom Cabelo, Aldir Senna e Jorge Matias de Oliveira
Letra:


Pilares eu sou, azul e branco!
Um elo de amor e união
A mente comanda, o corpo obedece
Acende a chama, adoração!
Seguindo vou cumprir minha missão
Traído entreguei meu coração
Incondicional, além do normal...
Especial!

É gol! Explode a galera
Enfim, o fim da espera
Loucura, que faz delirar
O canto é a voz que ninguém vai calar!

De um povo que rala e batalha
E nunca foge da raia
Seu fanatismo é somente viver
Longe da maracutaia e da ambição do poder (ai, ai meu Deus oh! Meu senhor)

Senhor, olhai por nós que usamos teu nome em vão,
A fé sem razão...irmão contra irmão, destrói a nação!

Meu samba é alegria da cidade
Receita desta tal felicidade
Renova o prazer, tudo por você
Caprichando pra valer!

Não dá pra controlar, chego a me arrepiar!
Ao ver a minha Caprichosos, linda à desfilar
É fanatismo e amor, paixão de enlouquecer
Meu vício é você

 
Ano: 2010
Título do samba enredo: E por falar em saudade... (Reedição do samba-enredo de 1985 da Caprichosos)
Compositores do samba enredo: Almir de Araújo, Balinha, Marquinho Lessa, Hércules e Carlinhos de Pilares
Letra:

Oh! Saudade, ô
Meu carnaval é você
Caprichosamente
Vamos reviver, vamos reviver...
"Saudadeando" o que sumiu no dia-a-dia
Na fantasia de um eterno folião
O bonde
O amolador de facas
O leite sem água
A gasolina barata
Aquela Seleção Nacional
E derreteram a taça na maior cara-de-pau

Bota, bota, bota fogo nisso
A virgindade já levou sumiço

(Quero votar!)
Diretamente, o povo escolhia o presidente
Se comia mais feijão
Vovó botava a poupança no colchão
Hoje está tudo mudado
Tem muita gente no lugar errado

Onde andam vocês, ô ô ô
Antigos carnavais?
Os sambistas imortais
Bordados de poesia
Velhos tempos que não voltam mais
E no progresso da folia...

Tem bumbum de fora pra chuchu
Qualquer dia é todo mundo nu...

Notícias
 
Mais resultados para busca por: Caprichosos de Pilares
0
SOSAMBA.COM.BR | COPYRIGHT © 2010 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS