SóSamba | 30/11/2010

Rio viabiliza Carnaval de Rua

Riotur apresentou vencedor da licitação e patrocinadores

São Paulo, 30 de Novembro de 2010 - A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Turismo e da Riotur anunciou nesta -terça-feira, 30/11, os acordos firmados para o patrocínio do Carnaval de Rua de 2011 no Rio. A Dream Factory foi a vencedora da licitação, como a ínica empresa a apresentar um projeto completo, das quinze que retiraram o edital para concorrer. Ela terá o apoio da AmBev, com a cerveja Antarctica e do Banco Itaú como patrocinadores.

O patrocínio ao Carnaval de Rua irá representar uma economia de aproximadamente R$ 8 milhões aos cofres da Prefeitura do Rio de Janeiro.

O Secretário de Turismo e presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello, comemorou os apoios e prometeu o Carnaval da Paz: "O objetivo é melhorar cada vez mais a estrutura para o folião e também para quem não curte a festa, sem tirar a espontaneidade e o lado bem humorado do Carnaval de Rua carioca. Ficamos felizes com o crescimento do carnaval e através de dois patrocinadores podemos dar mais apoio e infraestrutura para este grande evento. O carnaval de 2011 será o carnaval da paz, e é baseado nessa ideia que iremos desenvolver o melhor carnaval de rua já visto antes". disse ele.

O projeto apresentado supera as exigências do caderno de encargos, oferecendo 7.400 banheiros químicos – 1.000 a mais que o estabelecido no documento –, além de 40 containers sanitários. O projeto prevê 800 diárias de controladores de tráfego; 50 faixas, 250 galhardetes de sinalização de trânsito e três painéis de informação eletrônica; 80 diárias de UTI móvel e a publicação de 1 milhão de exemplares de um guia com o roteiro dos blocos, que serão distribuídos nos postos de informação turística, hotéis, restaurantes, aeroportos e nos quiosques de informação bilíngüe destinados aos foliões que estarão espalhados pela cidade.

A empresa vencedora irá se encarregar da produção, desenho, confecção, instalação, montagem, locação de materiais e equipamentos, bem como manutenção e remoção dos mesmos, e de toda a infraestrutura necessária para a realização do carnaval de rua de 2011, de acordo com projeto e cronograma estabelecidos pela Riotur.

A Prefeitura se fará presente nos desfiles coordenando os serviços dos órgãos Públicos, dentre eles, Secretarias de Ordem Pública (SEOP) e de Saúde, Comlurb, Guarda Municipal e CET-Rio. Os percursos dos desfiles dos blocos serão fornecidos pela Riotur, após a emissão das autorizações finais. Da mesma forma, a Riotur também irá estabelecer os locais onde serão instalados os banheiros químicos e definir a distribuição dos controladores de trânsito. O público estimado em todos os blocos da cidade é 2,5 milhões de foliões.

Os 3 mil ambulantes cadastrados pela SEOP irão receber um crachá de identificação, colete e isopor para armazenamento de alimentos e bebidas. Como aconteceu no Carnaval de Rua de 2010, não será permitida a entrada de vendedores empurrando carrinhos dentro da área de desfile.

O Caderno de Encargos e Contrapartidas para o Carnaval de Rua de 2011, lançado pela Riotur em outubro desse ano, serviu de orientação para as empresas que desejassem apresentar proposta de patrocínio para a estrutura dos desfiles de uma forma global, não sendo aceitos propostas por localidades ou por blocos. Vale ressaltar que o projeto visa unicamente a melhorar a qualidade dos serviços prestados nos desfiles e minimizar os impactos causados em seus entornos, não interferindo no andamento ou na espontaneidade da festa popular.

 
Últimas notícias de Carnaval RJ
04/03/2017 | Desfile das Campeãs no Rio
01/03/2017 | Império Serrano é campeão do Acesso
01/03/2017 | Portela ganha no Rio
27/02/2017 | Ilha abre segundo dia no Rio
26/02/2017 | Tuiuti abre desfile no Rio
Últimas notícias de Carnaval
04/03/2017 | Desfile das Campeãs no Rio
03/03/2017 | Campeãs voltam ao Anhembi
01/03/2017 | Império Serrano é campeão do Acesso
01/03/2017 | Valença é campeã do grupo IV
01/03/2017 | Portela ganha no Rio
SOSAMBA.COM.BR | COPYRIGHT © 2010 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS